A saga do tigre continua...

Maravilhoso, é assim que posso resumir tudo que achei do terceiro livro da saga “A Maldição do Tigre” de Colleen Houck. Mesmo com todos os pontos negativos, a história continua emocionante e as aventuras surpreendentes, só o romance meloso entre Ren e Kelsey, regado a muito drama, é que continua um pouco enjoativo, mas no geral eu adorei o livro.
Bom, o drama amoroso já começa com Ren não fazendo ideia de quem é Kelsey, e ela sofrendo horrores por nem sequer poder chegar perto do homem que ama. Kishan como sempre, aproveita a oportunidade para se aproximar cada vez mais de Kelsey, sem forçar muito a barra mas já forçando, mas completamente disposto a mudar por ela.
A aventura de verdade só começa quando eles embarcam no iate, que mais parece um navio, do Sr. Kadam, em busca do terceiro presente de Durga, e de mais 6 horas para os tigres, o que com certeza daria muito trabalho já que a profecia deixava claro que eles teriam que enfrentar cinco dragões em seu caminho.
Na minha opinião, Kishan se mostrou muito maduro neste livro, nada comparado ao tigre solitário e rebelde do primeiro livro, mostrando que está realmente disposto a ser quem sua bilauta merece. Já Ren, por outro lado, mesmo estando óbvio pra mim desde o começo que ele só esqueceu Kesley pelo bem dela, foi muito grosseiro neste livro, e só me fez ser ainda mais team Kishan.
Eu forcei muito a leitura, porque queria terminar o livro rápido, e não acho que tenha sido bom, devia ter deixado fluir, Colleen Houck sempre coloca muita informação através das histórias do Sr. Kadam, que são maravilhosas por sinal, porém um tanto cansativas e exigem um pouco mais de calma para ler.
Enfim, como disse no começo, no geral o livro “A Viagem do Tigre” foi muito bom, só o romance exageradamente dramático e ter acelerado a leitura é que não deu muito certo pra mim, mas super recomendo a saga, e estou ansiosa em ler “O Destino do Tigre” e saber o que aconteceu com Kelsey, depois da reviravolta surpreendente no final deste livro.

Comentários

  1. Já li a saga toda, e sou apaixonada pelos irmãos tigre, mas sou team Kishan. E é a pura verdade, a Kelsey é bem chatinha, mas a mitologia explorada pela autora fez com que eu conseguisse aturá-la rsrsrs.

    Até mais!!
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No quesito conteúdo sobre mitologia hindu, Colleen Houck conseguiu ser perfeita em detalhes, e concordo que suportar Kelsey acaba se tornando um detalhe bem contornável da leitura.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só leio, só amo, só vivo cada palavra.

Apenas Nuvens

Uma breve história de tudo